CÓDIGO DE ÉTICA DO MEMBRO

DA IGREJA BATISTA NOVA ESPERANÇA

 

1- Tenha comprometimento com a IBNE, como a missão que Deus lhe deu neste tempo, priorize os trabalhos e suas funções na igreja em detrimento a outras organizações religiosas;


2- Faça tudo com excelência, faça o melhor ou faça o melhor que puder;

 

3- Use a sua autoridade sem ser autoritário;

 

4- Respeite o outro como se fosse seu superior;

 

5- Ouça o contraditório e aceite feedbacks;

 

6- Questione de forma educada e respeitosa;

 

7- Não deixe de fazer o que for de sua responsabilidade, caso não possa fazê-lo, repasse para alguém habilitado que realize e monitore a sua realização;

 

8- Caso falem de alguém para você, seja um pacificador, não repasse inverdades, se reúna com todos os envolvidos e promova a paz;

 

9- Ao ser percebido ou ao obter informações sobre a conduta suspeita de algum membro, o assunto terá que ser levado a liderança para ser confrontado com o mesmo, a fim de ser constatada a veracidade, e não disseminado inescrupulosamente, ganhando forma de fofoca;

 

10- Nenhum membro poderá participar de nenhuma organização religiosa de forma paralela aos trabalhos da IBNE, sem a ciência e aprovação da liderança da IBNE;

 

11- Nenhum membro, principalmente da liderança IBNE, assediará, constrangerá ou convidará (“pescará fora no aquário de outrem”) membros de outras igrejas a serem participantes da IBNE;

 

12- Qualquer pretensão de desfiliação da membresia da IBNE precisa ser informada antes de qualquer filiação ou constante frequência em outra igreja;

 

13- A IBNE será notificada imediatamente por qualquer líder, que esteja iniciando ou para iniciar processo de migração para outra igreja ou pastor que esteja iniciando ou para iniciar participação de processo de sucessão pastoral em outra igreja;

 

14- A igreja não fornecerá valores monetários ou bens patrimoniais a qualquer pessoa que se apresente solicitando, independente do motivo. Casos especiais passarão por analise da liderança;

 

15- Antes de qualquer ajuda social, será necessária uma visita previa nas dependências do favorecido, para se conhecer a real situação da pessoa ou família, constatando a veracidade dos fatos;

 

16- O cuidado e zelo sobre o patrimônio da igreja é de responsabilidade individual de cada membro; 

 

17- Não apenas frequente, seja igreja, não use a igreja como um supermercado da fé, exercite seus dons e sirva a Deus como igreja;

 

18- Caso algum membro esteja vivendo numa prática obstinada e constante de pecado (contrária aos princípios bíblicos e denominacionais), sem arrependimento e mudança, este entrará em processo de disciplina eclesiástica para se tratar, ficando ausente de qualquer trabalho de exposição publica, a frente e de liderança. Poderá participar de serviços administrativos e de bastidores. Com isso protegerá a si próprio, o nome de Cristo e de sua igreja, no qual representa, evitando constrangimentos e escândalos públicos. Caso o problema não se resolva e persista, será levado ao conhecido em assembleia administrativa; 


19- Somente membros oficiais recebidos pelos meios legais, já especificados em estatuto (Capitulo II, Art. 7º, batismo, reconciliação, transferência, aclamação), poderão participar a frente de programações, ministérios e lideranças. Excetuam-se membros de outras igrejas que estejam em comunhão com suas igrejas e com conduta idônea, sob análise da liderança.


20- Nunca se esqueça que, além de representar a Cristo, você representa a imagem de sua igreja, cuidado com sua conduta, defenda sua igreja, promova o evangelho, siga a Cristo.